Aquidauana - Portal de Entrada do Pantanal Sul

Avalie este item
(0 votos)

O Município

Conhecida por Cidade Natureza, devido a variedade de flora e fauna. Possui muitas atrações, encantando com seus cenários únicos.
Proporciona excelente vista da planície a partir da serra de Piraputanga e Maracaju, composta de vários rios aptos para pesca esportiva entre os mais piscosos do país e diversos pontos para safáris fotográficos e passeios ecológicos. No entanto o rio que dá nome a cidade é o principal deles.
Caminhadas, passeios a cavalo ou de barco oferecem fantástico lazer aos visitantes, além de momentos de beleza e emoção ao entrarem em contato com uma das maiores concentrações de aves e animais do planeta. Pousadas e fazendas já dispõe de opções de passeios ecológicos e safáris fotográficos. 

Turismo

Aquidauana é o Portal do Pantanal, maior planície de inundação contínua do mundo. O turismo da região oferece excelentes opções tanto para quem procura aventura como conforto. São diversas estilos de passeios, acomodações e guias.
Um ambiente exclusivo no mundo que proporciona momentos inesquecíveis. O município possui várias aldeias indígenas do povo Terena e muitos atrativos, entre eles quatro distritos (Cipolândia, Piraputanga, Camisão e Taunay, onde está concentrada a maior comunidade indígena do estado) diversas fazendas e local apropriado para a prática de esportes. 

Atrativos

Urbanos
  • Parque Ecológico da Lagoa Comprida (Rua Moisés Albuquerque): com uma extensa área verde e uma grande lagoa, o parque já apresenta as características do ecossistema típicos do Pantanal. Possui pista iluminada para caminhadas, quadra de areia e o Viveiro Municipal. É uma importante área de preservação e de contato com o meio ambiente, além de praticar esportes ou mesmo assistir ao por-do-sol.
  • Parque Municipal do Pirizal: parque situado as margens do rio Aquidauana e próximo ao Centro da cidade.
  • Praça Afonso Pena: conhecida também por Praça dos Estudantes, localiza-se no acesso da cidade, sendo palco para vários eventos locais. Oferece uma grande área de lazer e entretenimento, com parque infantil, espaço para jogos de mesa e uma concha acústica para eventos. Ali também se encontram a Biblioteca Municipal e a Casa do Artesão.
  • Praça Imaculada Conceição: conhecida também por Praça da Matriz, abriga a Igreja Matriz Imaculada Conceição.
  • Ponte da Amizade Roldão de Oliveira (rio Aquidauana, divisa Aquidauana-Anastácio): também conhecida por Ponte Velha, foi inaugurada em 1926 para interligar Aquidauana e Anastácio, cruzando o rio Aquidauana. Sua arquitetura chama a atenção, sendo construída em ferro e madeira e, apesar de ter apenas uma mão, ainda é utilizada pela população, sendo muito importante para o trânsito entre as duas cidades e turistas.
  • Shopping Barrakech: O nome, usado pela população local, é uma referência às antigas barracas, instaladas há muitos anos em calçadas, nas ruas Estevão Alves Corrêa e Assis Ribeiro, no Centro, e que comercializavam produtos importados.
Rurais
  • Serra de Maracaju: seus enormes paredões de onde se tem uma vista panorâmica espetacular (no distrito de piraputanga).
  • Morro do Paxixi: ideal para os amantes do ecoturismo, é uma enorme pedra de quartzito, bastante procurada por alpinistas.
  • Rio Aquidauana: é o mais importante da cidade. Nasce na Serra de Maracaju e corre em direção ao Rio Miranda, bem próximo do Passo do Lontra e da Estrada Parque do Pantanal. Traça o limite entre os municípios de Aquidauana e Anastácio. As águas calmas são bastante favoráveis à prática de esportes aquáticos, pesca e pesca esportiva. Muitos visitantes e moradores do local tomam banho no rio, que também atrai pescadores.

Cultura

  • Casa do Artesão: está dentro da estrutura da Praça da Matriz e dispõe de pequenos suvenires com temas pantaneiros.
  • Centro Cultural Décio Correa de Oliveira: Centraliza as exposições de artistas plásticos da região.
  • Clube do Laço (Rod. Aquidauana - Cera, km 7): fundado em 1983 por um grupo de pecuaristas, foi o pioneiro, inspirando a criação de outros pela região. O clube possui pista de provas, quadra de esportes, bosque, área social, área de camping e pista de areia. Promove-se competições.
  • Mercado Municipal (Rua 7 de setembro, 937): Projetado inicialmente para ser feira livre, esse espaço foi inaugurado em 1962, funcionando atualmente para venda de alimentos. São 22 permissionários que trabalham com frutas, grãos, verduras, carnes e itens típicos da região como o mel e seus derivados, rapadura, peixes nativos, ervas naturais e outros.
  • Museu de Artes Pantaneiras (rua Candido Mariano, 462): construído em 1918, o imóvel já foi ocupado pela Caixa Econômica Federal, Asilo dos Idosos, Escola Padre Anchieta e Secretaria de Obras. A inauguração do Museu aconteceu em o1999, mas foi em 2002 que ganhou o nome de Museu de Arte Pantaneira Manoel Antonio Paes de Barros em homenagem a um dos fundadores da cidade de Aquidauana. Possui um vasto acervo de itens historicamente importantes como armamentos e artefatos usados na Guerra do Paraguai, registros oficiais do Município, objetos de comunicação, além de obras de arte de artistas regionais. É um dos museus mais completos de todo o Mato Grosso do Sul.

 

Infra-estrutura

Existe na cidade mais de 45 mil habitantes, que contam com razoável infra-estrutura urbana: água tratada, transporte rodoviário e urbano, bancos, hotéis, hotéis-fazendas, pousadas e motéis.

Hidrografia

O rio Aquidauana, que empresta o nome ao município, tem suas cabeceiras sobre a serra de Maracaju cerca de 1.200 km de leito, juntando-se ao rio Miranda a cem quilômetros de sua foz no rio Paraguai. Sendo o único rio navegável da cidade, sua navegação atende somente fazendas com pequenas embarcações nas épocas das cheias, quando as estradas do Pantanal ficam intransitáveis. Com isso, cumpre um importante papel ao atender a demanda de fazendeiros da região que necessitam de escoamento e trânsito.
Outros rios importantes são o Taboco e Negro, circundados pelos paredões da serra de Maracaju, nos distritos de Camisão e Piraputanga – onde se destacam corredeiras e cascatas.

Transporte

Rodoviário - Atendida pelas rodovias BR-262 e BR-419, Aquidauana é atendida também por seu terminal rodoviário de passageiros, que faz a ligação da cidade com o resto do estado, da região e do resto do país. Registra um bom fluxo de passageiros para outras cidades, especialmente em datas comemorativas. Atendida principalmente pelas empresas Andorinha e Expresso Mato Grosso, interliga Aquidauana às seguintes cidades:
Campo Grande - Corumbá - Miranda - Bonito - Dourados - Ponta Porã

Ferroviário - Antigo Trem do Pantanal, este meio de transporte já atendeu Aquidauana conduzindo passageiros com a função de turismo ou de comércio de exportação, partindo de São Paulo a Bauru, de Bauru a Corumbá e de Corumbá à Bolívia, percorrendo 1.618 km em território brasileiro.
Depois de mais de 10 anos desativada, a linha de passageiros foi reativada em maio de 2009 pelo governo estadual e federal, mas apenas o trecho Campo Grande-Miranda.

Aéreo - Apesar de Aquidauana possuir seu aeroporto, não há voos regulares por empresas de grande porte, visto que o mesmo está desativado. O aeroporto está situado próximo ao centro da cidade. Além do aeroporto, Aquidauana possui também um aeroclube.

Veja as fotos do município

Visualizada 3372 vezes
 
Tempo Miranda